segunda-feira, novembro 20, 2017

Muitas agências de marketing e profissionais do meio digital assumem hoje uma postura favorável ao Facebook, em termos financeiros. O discurso em voga é o seguinte: quem não paga não aparece. Estaríamos vivendo o derradeiro fim do alcance orgânico no Facebook? O Facebook Ads é a nossa salvação e nada poderá evitá-lo?

Calma! Não é bem assim. Primeiro vamos entender um pouco o que gerou a queda do alcance orgânico e com esse entendimento vamos ver o que podemos melhorar para aproveitar ao máximo esse recurso, que sim, ainda existe.

O Facebook tem em suas mãos o trunfo de uma audiência que ultrapassa bilhões de usuários. É inevitável que a disputa por atenção, principalmente, por parte das empresas, seja feroz nesse cenário. E a saída para esse dilema foi fazer uma espécie de peneira do conteúdo.

Você acha que vê posts em tempo real no Facebook? Ledo engano! A timeline passa por filtros complexos, baseados em algoritmos, que determinam o que e quando um conteúdo deve aparecer para determinada pessoa. Tudo tendo em base seus registros de padrões de comportamento, interação, páginas curtidas, etc.

 

A justificativa está nos números

O próprio Facebook se pegou encurralado com a queda do alcance orgânico e resolveu se pronunciar. A justificativa está nos números, porque a alta quantidade de informação que é preciso ser filtrada, realmente impressiona. Com a palavra Brian Boland (líder do time de marketing de produtos para anúncios do Facebook):

Agora há muito mais conteúdo sendo produzido do que tempo para consumi-lo. Em média, existem 1.500 histórias que poderiam aparecer no seu Feed de notícias a cada vez que você se conecta ao Facebook. Para pessoas com muitos amigos ou que curtem muitas Páginas, pode haver até 15.000 histórias em potencial em cada acesso à plataforma.

O número total de curtidas de páginas de pessoa cresceu mais de 50% no último ano. Com cada nova curtida, a competição no Feed de notícias aumenta ainda mais.

A segunda razão está ligada ao seu funcionamento. Em vez de mostrar tudo o que é publicado, o Feed de notícias é desenhado para mostrar o conteúdo mais relevante para cada pessoa. Das 1.500 histórias que podem ser vistas a cada acesso ao Facebook, o Feed de notícias mostra aproximadamente 300. Para escolher quais histórias aparecerão, o Feed de notícias as classifica (da mais relevante para a menos relevante) levando em conta diversos fatores relativos à cada pessoa”.

As explicações de Brian Boland confirmam a nossa tese da queda do alcance orgânico. Porém, deixa claro que ele não foi extinto. Se tornando apenas mais disputado e criterioso nos últimos anos, segundo decisões internas do Facebook.

 

Dicas práticas para aumentar o alcance orgânico no Facebook

Com toda essa explicação já deu para se convencer de que o Facebook teve seus motivos para tornar o alcance orgânico cada vez mais limitado nos últimos anos. Sabemos que se trata de um caminho sem volta. Mas, nem tudo está perdido!

O grande lance agora é trabalhar à favor dos algoritmos e fazer o possível para que seu post se torne o mais amigável possível diante dos critérios do Facebook. Com sua ajuda, as chances de um post se tornar selecionável pelo feed de notícias podem aumentar significantemente.

Confira algumas dicas simples e práticas para otimizar seu alcance orgânico, agora mesmo:

 

  1. Conteúdo diverso: eu sei que você quer vender seu produto ou serviço, mas é preciso maneirar nos conteúdos promocionais. Invista em conhecimento, o Facebook gosta de posts educativos, que gerem relevância diante do seu público alvo.
  2. Faça perguntas: a interação é a chave das redes sociais, estimular uma conversa com perguntas, enquetes e demais posts que pedem pela participação das pessoas é algo muito positivo para gerar posicionamento.
  3. Use links diretos: uma pesquisa divulgada recentemente pelo portal Neil Patel revelou que posts com links diretos têm 82% a mais de taxa de clique no Facebook, comparado a fotos ou vídeos, mesmo aqueles com links na descrição.
  4. Planeje seu conteúdo: é preciso ter constância e planejamento. Mais do que a quantidade de posts e a variação de conteúdo.Uma boa dica é se atentar aos melhores horários, seguindo as próprias informações que o Facebook fornece sobre o comportamento do seu público. Leia os relatórios e melhore a cada semana.
  5. Marque presença: o sucesso de qualquer estratégia para ter um público engajado e com alcance orgânico satisfatório no facebook vai depender muito do seu monitoramento. É preciso estar lá o mais rápido possível para responder comentários, mensagens, agradecer avaliações e dar estímulos para que seu público interaja ainda mais. É isso que vai fazer com que eles voltem sempre e o que é ainda melhor: compartilhem sua página, o jeito mais infalível de potencializar o alcance orgânico que existe: compartilhamento!

 

Essas são apenas algumas dicas que podem ajudar a melhorar seu alcance. Mas, para uma estratégia de marketing para Facebook eficaz, você vai precisar também do Facebook Ads e de um bom trabalho no planejamento, execução e monitoramento de suas ações. Fique de olho no blog para aprender mais sobre o assunto e entre em contato se precisar tirar alguma dúvida.

 

2 Comentários

Deixe um comentário