Conheça o Patreon e outros meios de monetizar seu conteúdo

Lançado em maio de 2013 pelo músico Jack Conte e pelo desenvolvedor Sam Yam, o Patreon é uma plataforma norte-americana de financiamento coletivo.

A motivação que levou Conte a idealizar o serviço partiu de uma insatisfação dele. Insatisfeito por não receber o que achava justo por vídeos que publicava no YouTube, Jack resolveu esboçar a ideia de um site pelo qual seus fãs pudessem enviar contribuições diretamente para ele.

Jack levou os esboços para seu colega de quarto na faculdade, Sam Yam, que deu vida à ideia do amigo e a pôs para funcionar em apenas seis semanas.

Quase uma década depois, o Patreon já ajudou mais de 200 mil criadores, ajudados por mais de 6 milhões de patronos em todo o mundo. 

Como funciona o serviço do Patreon

Ele fornece a criadores de conteúdo a possibilidade de gerenciar serviços de assinaturas e formas de ofertarem conteúdos exclusivos para seus “patronos” – ou seja, seguidores ou fãs que pagam pelo que eles produzem.

Esses patronos – membros inscritos no site – podem escolher o valor que desejam pagar a criadores de conteúdo.

O Patreon se diferencia de outras plataformas de financiamento coletivo (crowdfunding) porque abre a possibilidade de as pessoas apoiarem projetos que já existem. 

Como funciona a assinatura do Patreon

Os membros possuem acesso a recompensas como conteúdos exclusivos, não veiculados de maneira pública. Ao realizar a assinatura do serviço, eles incentivam criadores de conteúdo a continuarem produzindo.

O criador de conteúdo pode estabelecer diversos níveis de benefícios, de acordo com valores firmados por ele mesmo. Pode, inclusive, criar apenas um, sem variação de preços e recompensas. 

Valores de apoio no Patreon

Os valores das assinaturas são estabelecidos pelo criador de conteúdo e são baseados no dólar americano. Podem variar bastante, iniciando, por exemplo, com 1 dólar mensal. Também é possível pagar por cada postagem realizada.

Normalmente, quanto maior os valores determinados, mais acesso a benefícios e a conteúdos exclusivos os assinantes vão ter.

Como funciona a interface do Patreon para criadores de conteúdo

O Patreon oferece uma área voltada a auxiliar os criadores de conteúdo a administrarem suas assinaturas. 

O sistema avisa, por exemplo, quando as recompensas precisam ser entregues para cada nível. Os membros podem tirar dúvidas por meio de chats disponíveis na plataforma

Para receber o pagamento, basta o criador solicitar o saque para uma conta bancária indicada. Caso não retire logo, o Patreon mantém os valores guardados, sem nenhum prejuízo ao membro.

Conheça outras formas de monetizar conteúdos além do Patreon

A empresa brasileira Lastlink oferece recursos para ajudar criadores de conteúdo a monetizar seus perfis em redes sociais e crescer sem se preocupar com o gerenciamento dos pagamentos.

É possível reunir todos os seguidores que acompanham os seus conteúdos, integrando suas redes sociais a uma plataforma inteligente que gerencia recebimentos automaticamente.

Os membros podem compartilhar conteúdos com grupos de seguidores e serem remunerados por meio de assinaturas mensais, trimestrais ou anuais. 

Dessa forma, é possível focar mais na criação, deixando a gestão da página e dos membros por conta da Lastlink.

Como a Lastlink administra cobranças e pagamentos? 

Pense no exemplo de um personal trainer. Ele não vai precisar gerenciar as cobranças dos clientes manualmente, podendo cadastrá-los usando a plataforma da Lastlink para receber os pagamentos de modo automático.

No site da Lastlink, o membro cadastrado cria uma página que se conecta com as redes sociais e aplicativos de mensagens dele. É o caso do Telegram, Instagram, WhatsApp, entre outros).

Dessa forma, os movimentos de entradas e saídas ficam centralizados num só ambiente online.

A Lastlink mantém um guia com diversas informações úteis com as quais você vai aprender a organizar e personalizar seu conteúdo, entender seu público-alvo e precificar seus produtos e conteúdos, saber quem são as pessoas que estariam dispostas a comprar o meu conteúdo.

O blog também disponibiliza muitas dicas sobre monetização de conteúdos, histórias de sucesso e e-books .

Conheça o Lastlink Feed

O Lastlink Feed é uma comunidade que oferece aos criadores a oportunidade de compartilhar conteúdos, interagir com seus seguidores e ser remunerados por isso.

O Lastlink Feed garante aos criadores mais autonomia e independência para criar e formar uma audiência focada no que eles sabem fazer de melhor.

A plataforma permite que, além de distribuir conteúdos online, os criadores cobrem do seu público valores que lhes permitam receber por esse trabalho – que deve e merece ser mais reconhecido e valorizado.

Saiba mais clicando aqui.

Bônus: conheça dicas de como entender melhor o potencial do seu conteúdo

Acompanhe o trabalho de criadores da sua área

Observe como outros criadores do seu segmento trabalham. A análise mercadológica é mais um elemento que colabora para o entendimento do valor do seu próprio trabalho. Porém, procure fazer com que seu conteúdo seja inovador, diferenciado. 

Faça as pessoas se apaixonarem por seu conteúdo

Para isso, é muito importante que você crie conteúdos que realmente goste. Pode ser bem difícil e até mesmo torturante se empenhar em coisas pelas quais você não nutre nenhuma paixão.

Essa paixão – acompanhada de um trabalho bem feito em torno dela – vai permitir que ela seja percebida por outras pessoas e isso pode ser revertido em ganhos para você. 

Não cobre preços muito baixos pelo que você faz

Pesquisas indicam que geralmente as pessoas dão mais valor ao que é mais caro. Isso acontece porque elas interpretam isso como sinal de qualidade. 

Assim, tente cobrar um preço que ache justo pelo que você faz. Mostre que seu trabalho é diferenciado e que pode fazer diferença na vida e no dia dos seus seguidores.

A princípio, talvez seja proveitoso cobrar preços um pouco mais baixos, para poder atrair mais gente.

Depois, à medida que o número de seus seguidores e patronos for aumentando, você avalia se é hora de fazer reajustes.

AboutAlexander Souza
Venda a sua assinatura no Instagram pelo Close Friends e Perfil Privado ou pelo Grupo Privado do Telegram Comece Agora!